X
2716°

Ranking geral

89 pts

Como conseguir pontos?

Os pontos são adquiridos por meio de sua interação com o site.

Neste momento dar um check-in em um game ou youtube partner vale 1 ponto, enviar uma nota sem avaliação vale 1 ponto e enviar uma avaliação completa do jogo vale 20 pontos (os pontos são atualizados 1 vez ao dia).

Perfil: ?
As informações abaixo sobre o seu perfil são geradas com base nos games que você adicionou a sua aba de "Meus games" (atualizado uma vez por dia).
  • Shooter
    33%
  • Aventura
    22%
  • Ação
    33%
  • Casual
    11%
Large
  • PS4
Todas as plataformas
  • BioShock 2 para XBOX 360 BioShock 2

    Nacional a partir de:

    R$18,99
  • BioShock Infinite para XBOX 360 BioShock Infinite

    Nacional a partir de:

    R$146,41
  • L.A. Noire para XBOX 360 L.A. Noire

    Nacional a partir de:

    R$40,40
  • Sherlock Holmes vs. Jack the Ripper para XBOX 360 Sherlock Holmes vs. Jack the Ripper
  • Thief para XBOX 360 Thief

    Nacional a partir de:

    R$40,40
  • Sherlock Holmes: Crimes & Punishments para PS4 Sherlock Holmes: Crimes & Punishments

    Nacional a partir de:

    R$71,90
  • Grand Theft Auto V para PS4 Grand Theft Auto V

    Nacional a partir de:

    R$99,99
  • Assassin's Creed Rogue Signature Edition para XBOX 360 Assassin's Creed Rogue Signature Edition
  • Far Cry 4 Signature Edition para PS4 Far Cry 4 Signature Edition
  • Uncharted 4: A Thief's End para PS4 Uncharted 4: A Thief's End

    Nacional a partir de:

    R$46,57
  • UNCHARTED: The Nathan Drake Collection para PS4 UNCHARTED: The Nathan Drake Collection

    Nacional a partir de:

    R$50,00
  • Assassin's Creed Syndicate para PS4 Assassin's Creed Syndicate

    Nacional a partir de:

    R$62,90
  • Dragon Age: Inquisition para PS4 Dragon Age: Inquisition

    Nacional a partir de:

    R$33,24
  • Middle-Earth Shadow of Mordor para PS4 Middle-Earth Shadow of Mordor

    Nacional a partir de:

    R$49,90
  • The Order: 1886 para PS4 The Order: 1886

    Nacional a partir de:

    R$42,74
Resumo:

O jogo é muito bom, para quem gosta do gênero investigativo. Quando pensamos em games deste tipo, sempre vêm à mente L.A. Noir, e é claro, as comparações são inevitáveis. No entanto, é bom ressaltar que este game é diferente. Embora haja a opção de terceira pessoa, este game NÃO É mundo aberto - ainda que o mundo aberto do L.A. Noire não tivesse nada interessante para fazer, na minha opinião. Este game possui 6 casos. Até o momento, estou na metade, e posso dizer que os casos são interessantes e requerem raciocínio. A dublagem está boa, os puzzles não estão difíceis, podem ser feitos sem pular, e o que mais me impressionou até agora é a riqueza dos detalhes, quando precisamos observar alguém durante um interrogatório e usar as habilidades de Holmes para deduzir tudo: como ela é, o que faz, etc. A opção de esco3her entre levar o culpado à justiça ou deixa-lo escapar torna tudo mais interessante, e dá sobrevida ao game, de modo que em breve irei joga-lo outra vez para ver outras escolhas, outros culpados, etc. Acho que cada caso tem uns 5 ou 6 finais diferentes, embora apenas um esteja correto - justo ou não. Enfim, se você gosta de um game que te faça pensar, não hesite em jogá-lo.

Resumo:

Como fã da franquia, posso dizer que este game é um dos melhores AC que já joguei. Foi o que mais proporcionou inovação. Game bastante longo - algo que eu gosto - e com um mundo aberto bastante explorável. As sides são interessantes, o protagonista é carismático e se difere dos outros por estar bem longe do estereótipo de bom moço, como Ezio e Connor. A gameplay é fluida, uma vez que se aproveitou dos erros de seu antecessor, o bugado AC:3. Tunar navios, embarcar em batalhas navais, se torna algo tão divertido que dá até para esquecer das missões principais. A trilha sonora é boa e ajuda a emergir no universo de piratas - sem falar dos cantos dos navios, que faz a gente ficar cantarolar sozinho. Os gráficos são excelentes, tanto que nos dá vontade de estar lá no Caribe, naquelas belíssimas praias. O único ponto negativo é a ausência de um Boss de verdade, algo que não vem acontecendo desde o Brotherhood. Fora isso, esse game é imperdível, até para alguém que nunca jogou AC na vida.

Resumo:

"Que pena, você tinha tanto potencial..." Não tem como não escapar desta frase, que ouvi em AC:Rogue. Unity tem, de longe, os melhores gráficos da franquia. Uma cidade mais viva e bem detalhada, com prédios mais realistas. Comecei a jogá-lo depois que lançaram os patchs de correção, de modo que não senti o game bugar tanto. Vi coisas bizarras, mas nada que me atrapalhasse. O que mais me aborreceu foi o enredo, o mais fraco da franquia! O protagonista também é fraco, sem personalidade e que ainda conseguiu superar o Connor em infantilidade. A Revolução Francesa acabou por servir como mero pano de fundo da história. Não conseguimos ver as ações de Arno como Assassino realmente impactando no desenrolar da Revolução, muito menos a opinião dele a respeito do que estava acontecendo à sua volta. As sides se tornaram chatas, creio que pela falta de cutscenes (que na minha opinião contribuiu para tornar Arno mais sem vida) As sides de investigação foram interessantes, bem como a colocação de Pontos de Habilidade e roupas. Trilha sonora fraca, quase inexistente. E parte do tempo presente, muito entendiante. Mas se gosta de AC, jogue para conferir e tirar suas próprias conclusões.

Resumo:

Embora tenha perdido o posto de "Assassin's Creed mais bugado de todos os tempos" para o Unity, AC3 não merece ser tão execrado assim. Possui um gráfico bom para um game de 2012, sendo a região da Fronteira algo de se admirar. O protagonista salta aos nossos olhos como alguém ingênuo e sem carisma, algo que diria natural, visto sua história de vida e seus objetivos - e algo que também dá raiva, no desenrolar da história. Acho que a história teria sido mais interessante se narrada do ponto de vista do Haytham - ainda mais depois que se lê o livro, algo que recomendo. A gameplay está fluída, e andar pelas árvore é um ponto interessante. O modo de combate é bom, as cutscenes mostradas quando abatemos dois inimigos ao mesmo tempo são maravilhosas e o leque de variedade com armas - tomahawk, espadas, facas, etc - torna tudo mais divertido. O modo furtivo é um pouco falho e é necessário paciência. As missões secundárias também são interessantes. A trilha sonora, na minha opinião, é a melhor detodos os Assassin's Creed, empatada com o 2. Enfim, é um game com um enredo interessante e divertido, apesar de ter um final anti-climático e decepcionante.