X
34°

Ranking geral

3358 pts

Como conseguir pontos?

Os pontos são adquiridos por meio de sua interação com o site.

Neste momento dar um check-in em um game ou youtube partner vale 1 ponto, enviar uma nota sem avaliação vale 1 ponto e enviar uma avaliação completa do jogo vale 20 pontos (os pontos são atualizados 1 vez ao dia).

Perfil: ?
As informações abaixo sobre o seu perfil são geradas com base nos games que você adicionou a sua aba de "Meus games" (atualizado uma vez por dia).
  • Ação
    70%
  • Shooter
    6%
  • Compilacão
    6%
  • Corrida
    4%
  • Aventura
    11%
Large
  • PS3
  • PS4
Todas as plataformas
  • Assassin's Creed para PS3 Assassin's Creed

    Nacional a partir de:

    R$52,95
  • Assassin's Creed II para PS3 Assassin's Creed II

    Nacional a partir de:

    R$33,91
  • Assassin's Creed III para PS3 Assassin's Creed III

    Nacional a partir de:

    R$38,16
  • Assassin's Creed: Brotherhood para PS3 Assassin's Creed: Brotherhood

    Nacional a partir de:

    R$18,99
  • Assassin's Creed: Revelations para PS3 Assassin's Creed: Revelations

    Nacional a partir de:

    R$25,41
  • Call of Duty: Black Ops para PS3 Call of Duty: Black Ops

    Nacional a partir de:

    R$37,99
  • God of War Collection para PS3 God of War Collection

    Nacional a partir de:

    R$28,49
  • God of War III para PS3 God of War III

    Nacional a partir de:

    R$71,10
  • Gran Turismo 5 para PS3 Gran Turismo 5

    Nacional a partir de:

    R$29,66
  • Grand Theft Auto IV para PS3 Grand Theft Auto IV

    Nacional a partir de:

    R$42,41
  • Grand Theft Auto IV: Episodes From Liberty City para PS3 Grand Theft Auto IV: Episodes From Li...

    Nacional a partir de:

    R$38,16
  • Heavy Rain para PS3 Heavy Rain

    Nacional a partir de:

    R$42,41
  • L.A. Noire para PS3 L.A. Noire

    Nacional a partir de:

    R$28,49
  • LittleBigPlanet para PS3 LittleBigPlanet
  • LittleBigPlanet 2 para PS3 LittleBigPlanet 2

    Nacional a partir de:

    R$33,91
  • Metal Gear Rising: Revengeance para PS3 Metal Gear Rising: Revengeance

    Nacional a partir de:

    R$14,90
  • Mirror-s Edge para PS3 Mirror-s Edge

    Nacional a partir de:

    R$29,66
  • Pro Evolution Soccer 2010 para PS3 Pro Evolution Soccer 2010

    Nacional a partir de:

    R$27,50
  • Red Dead Redemption para PS3 Red Dead Redemption

    Nacional a partir de:

    R$72,93
  • Red Dead Redemption: Undead Nightmare Collection para PS3 Red Dead Redemption: Undead Nightmare...

    Nacional a partir de:

    R$37,99
  • Saints Row 2 para PS3 Saints Row 2

    Nacional a partir de:

    R$16,91
  • Saw para PS3 Saw
  • Spider-Man: Shattered Dimensions para PS3 Spider-Man: Shattered Dimensions
  • Star Wars: The Force Unleashed para PS3 Star Wars: The Force Unleashed

    Nacional a partir de:

    R$143,90
  • Star Wars: The Force Unleashed II para PS3 Star Wars: The Force Unleashed II

    Nacional a partir de:

    R$114,99
  • Uncharted 2: Among Thieves para PS3 Uncharted 2: Among Thieves

    Nacional a partir de:

    R$42,41
  • Uncharted 3: Drake's Deception para PS3 Uncharted 3: Drake's Deception

    Nacional a partir de:

    R$33,91
  • Uncharted: Drake's Fortune para PS3 Uncharted: Drake's Fortune

    Nacional a partir de:

    R$29,66
  • WipEout HD Fury para PS3 WipEout HD Fury
  • God of War Origins Collection para PS3 God of War Origins Collection
  • Grand Theft Auto V para PS3 Grand Theft Auto V

    Nacional a partir de:

    R$72,16
  • The Last of Us para PS3 The Last of Us

    Nacional a partir de:

    R$72,16
  • Mortal Kombat Komplete Edition para PS3 Mortal Kombat Komplete Edition

    Nacional a partir de:

    R$169,90
  • Sleeping Dogs para PS3 Sleeping Dogs

    Nacional a partir de:

    R$38,16
  • God of War: Ascension para PS3 God of War: Ascension

    Nacional a partir de:

    R$46,66
  • Beyond: Two Souls para PS3 Beyond: Two Souls

    Nacional a partir de:

    R$23,74
  • Metal Gear Solid V: The Phantom Pain para PS3 Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Nacional a partir de:

    R$37,99
  • Watch Dogs para PS3 Watch Dogs

    Nacional a partir de:

    R$25,41
  • Assassin's Creed IV: Black Flag para PS3 Assassin's Creed IV: Black Flag

    Nacional a partir de:

    R$53,00
  • Metal Gear Solid: The Legacy Collection para PS3 Metal Gear Solid: The Legacy Collection

    Nacional a partir de:

    R$76,41
  • inFamous Second Son para PS4 inFamous Second Son

    Nacional a partir de:

    R$49,90
  • Metal Gear Solid V: Ground Zeroes para PS3 Metal Gear Solid V: Ground Zeroes

    Nacional a partir de:

    R$37,99
  • Uncharted 4: A Thief's End para PS4 Uncharted 4: A Thief's End

    Nacional a partir de:

    R$53,99
  • Assassin's Creed Rogue para PS3 Assassin's Creed Rogue

    Nacional a partir de:

    R$52,95
  • Alien Isolation: Nostromo Edition para PS3 Alien Isolation: Nostromo Edition

    Nacional a partir de:

    R$50,91
  • Assassin's Creed Unity Signature Edition para PS4 Assassin's Creed Unity Signature Edition
  • Just Cause 3 para PS4 Just Cause 3

    Nacional a partir de:

    R$47,49
  • Assassin's Creed Syndicate para PS4 Assassin's Creed Syndicate

    Nacional a partir de:

    R$49,99
  • Hitman: The Complete First Season para PS4 Hitman: The Complete First Season

    Nacional a partir de:

    R$59,00
  • God of War para PS4 God of War

    Nacional a partir de:

    R$55,16
  • Red Dead Redemption 2 para PS4 Red Dead Redemption 2

    Nacional a partir de:

    R$156,30
  • Uncharted The Lost Legacy para PS4 Uncharted The Lost Legacy

    Nacional a partir de:

    R$60,71
  • Star Wars Battlefront II para PS4 Star Wars Battlefront II

    Nacional a partir de:

    R$52,50
  • Just Cause 4 para PS4 Just Cause 4

    Nacional a partir de:

    R$50,91
  • Star Wars Jedi Fallen Order para PS4 Star Wars Jedi Fallen Order

    Nacional a partir de:

    R$227,78
  • Days Gone para PS4 Days Gone

    Nacional a partir de:

    R$101,99
  • Assassin-s Creed Odyssey para PS4 Assassin-s Creed Odyssey

    Nacional a partir de:

    R$99,90
  • LittleBigPlanet 3 para PS4 LittleBigPlanet 3

    Nacional a partir de:

    R$80,74
  • Tom Clancy's Ghost Recon: Wildlands para PS4 Tom Clancy's Ghost Recon: Wildlands

    Nacional a partir de:

    R$91,81
  • Assassin-s Creed Origins para PS4 Assassin-s Creed Origins

    Nacional a partir de:

    R$85,50
  • The Last of Us Part II para PS4 The Last of Us Part II

    Nacional a partir de:

    R$172,83
6
Não recomendo
Resumo:

A série já mostra sinais de cansaço, mostrando mais do mesmo. Os gráficos não tiveram grandes evoluções em relação aos GoW 3 e o Ghost of Sparta, mas tem alguns detalhes que são muito bem vindos. O desafio pode ficar exagerado nas maiores dificuldades, sobretudo na parte final, o tal do Trial of Archimedes.  Resumindo, o jogo aposta em algumas artimanhas gráficas pra desviar a atenção de uma história que não empolga como as anteriores, é um jogo pra capitalizar os últimos dias de vida da geração de consoles e de forma alguma um 'must have'.

Resumo:

Desenvolvido pra PS2 e PS3, já se imagina que os gráficos não são os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, você começa como aprendiz de ninguém menos que Darth Vader e vai passar pela escolha do caminho da Força ou do Lado Negro. Não tenho essa versão, então não conheço os DLCs inclusos, mas a julgar pelos troféus temos coisas interessantes aí.

Resumo:

Comprei o jogo só pra conhecer o Spider Noire ,ue é bem legal. O Spider Amazing retrata bem o que eu lebrava do desenho que assistia. Passar de alguns trechos na na maior dificuldade foi complicado, pegar a manha é meio demorado, o que me fez deixar o jogo de lado por um bom tempo. Quando resolvi me dedicar as coisas andaram...

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Demorei certo tempo até me render ao AC. Sempre achei a coisa do pakour meio forçada demais, mas bastou me arriscar nesse primeiro capítulo da franquia pra virar fã. A maneira como conseguiram juntar a história real com a ficção é muito legal. Ezio sem dúvidas é o melhor personagem da série, uma pena alongarem tanto a história dele que deixa a desejar em Revelations. Vale a pena só por Brotherhood, que é o melhor da série.

Resumo:

Um jogo que é a materialização da nostalgia: toma emprestado o universo de De Volta Para o Futuro, que reúne clássicos da Sessão da Tarde, com a retomada de um estilo que andava em baixa o Point-and-Click. O ar meio cartoon e a falta de maiores desafios escancara que o público alvo não é exatamente os fãs originais da série (quem sabe os filhos deles), mesmo assim, vale a pena entrar nessa.

Resumo:

Pra mim o melhor jogo da série. A melhor trilha. A melhor história. O melhor tudo. Tommy Vercetti, Lance Vance, LoveFist ainda estão presentes na minha memória, assim como trechos da história mais louca que já vi num game, muito humor o tempo todo. Senti muita falta dos Rampages nos games mais recentes. 

Resumo:

Peca por insistir na mesma fórmula, sem grandes inovações. As bombas, que são a grande novidade, são frequentemente esquecidas por mim durante o gameplay. A parte histórica continua bem interessante, mas a história de Desmond deixa muito a desejar. É muita piração pro meu gosto.

Resumo:

O que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei aqui. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

GTA 4 não foi o melhor jogo da série, isso tudo mundo sabe. O melhor do GTA5 é perceber que a série tomou um caminho interessante. O retorno dos rampages e a bizarrice que ronda o Trevor é memorável e é o melhor que o roteiro tem a oferecer. Os três diferentes personagens é um aperfeiçoamento do que foi GTA 4 e suas expansões, mas feito da forma certa, tudo acontece ao mesmo tempo e as trocas de personagem ainda tem boas piadas quando fora das missões. Os colecionáveis são muitos, como de praxe na série, ainda que seja meio chato é uma forma de forçar a explorar o mapa (a tarefa fica mais simples usando o socialclub da rockstar). O enrede é bem montado, e tudo fira em torno de grandes assaltos. Ainda não tive a chance de conferir como estão os gráficos na nova geração, nem a novidade da primeira pessoa.

6
Não recomendo
Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

GTA 4 não foi o melhor jogo da série, isso tudo mundo sabe. O melhor do GTA5 é perceber que a série tomou um caminho interessante. O retorno dos rampages e a bizarrice que ronda o Trevor é memorável e é o melhor que o roteiro tem a oferecer. Os três diferentes personagens é um aperfeiçoamento do que foi GTA 4 e suas expansões, mas feito da forma certa, tudo acontece ao mesmo tempo e as trocas de personagem ainda tem boas piadas quando fora das missões. Os colecionáveis são muitos, como de praxe na série, ainda que seja meio chato é uma forma de forçar a explorar o mapa (a tarefa fica mais simples usando o socialclub da rockstar). O enrede é bem montado, e tudo fira em torno de grandes assaltos. Os gráficos estão incríveis e é notável como extraíram até a última gota da capacidade da última geração.

Resumo:

Ainda que os gráficos tenham melhorado, achei que a história ficou devendo um pouco. A decepção ficou por conta da pequena variedade de cenários, já que a maior parte do jogo se passa na fábrica de clones de Kamino. Em comparação ao primeiro jogo, este mostra poucos elementos clássicos. O grande plot twist que me fez admirar o primeiro jogo - passar boa parte da história sob os mandos de Darth Vader para depois se aliar aos Rebeldes -  não encontra paralelos nessa segunda parte.  Mesmo assim, o jogo expande a história e dá algumas ideias para o que aconteceu ente os Episódios 3 e 4 e pra quem realmente é fã não vai se importar com as falhas e vai ter algumas horas de diversão com esse jogo.

Resumo:

Ainda que os gráficos tenham melhorado, achei que a história ficou devendo um pouco. A decepção ficou por conta da pequena variedade de cenários, já que a maior parte do jogo se passa na fábrica de clones de Kamino. Em comparação ao primeiro jogo, este mostra poucos elementos clássico. O grande plot twist que me fez admirar o primeiro jogo - passar boa parte da história sob os mandos de Darth Vader para depois se aliar aos Rebeldes -  não encontra paralelos nessa segunda parte.  Mesmo assim, o jogo expande a história e dá algumas ideias para o que aconteceu ente os Episódios 3 e 4 e pra quem realmente é fã não vai se importar com as falhas e vai ter algumas horas de diversão com esse jogo.

Resumo:

Ainda que os gráficos tenham melhorado, achei que a história ficou devendo um pouco. A decepção ficou por conta da pequena variedade de cenários, já que a maior parte do jogo se passa na fábrica de clones de Kamino. Em comparação ao primeiro jogo, este mostra poucos elementos clássico. O grande plot twist que me fez admirar o primeiro jogo - passar boa parte da história sob os mandos de Darth Vader para depois se aliar aos Rebeldes -  não encontra paralelos nessa segunda parte.  Mesmo assim, o jogo expande a história e dá algumas ideias para o que aconteceu ente os Episódios 3 e 4 e pra quem realmente é fã não vai se importar com as falhas e vai ter algumas horas de diversão com esse jogo.

Resumo:

Ainda que os gráficos tenham melhorado, achei que a história ficou devendo um pouco. A decepção ficou por conta da pequena variedade de cenários, já que a maior parte do jogo se passa na fábrica de clones de Kamino. Em comparação ao primeiro jogo, este mostra poucos elementos clássico. O grande plot twist que me fez admirar o primeiro jogo - passar boa parte da história sob os mandos de Darth Vader para depois se aliar aos Rebeldes -  não encontra paralelos nessa segunda parte.  Mesmo assim, o jogo expande a história e dá algumas ideias para o que aconteceu ente os Episódios 3 e 4 e pra quem realmente é fã não vai se importar com as falhas e vai ter algumas horas de diversão com esse jogo.

Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

8
Recomendo
Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

8
Recomendo
Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

Resumo:

Tive a impressão de gráficos melhores quando joguei o demo. Agora com o jogo completo em mãos me sinto um tanto decepcionado, os gráficos estão longe daquilo que imaginava. Nunca tive um MK, sempre joguei casualmente, com amigos, então nunca tive a experiência da campanha. Nesse título a história é um tanto confusa para quem desconhece os jogos anteriores pois faz referências aos torneios anteriores. No entanto, poucos jogos tem o poder de reunir os amigos pra uma partida e MK tem esse poder e foi o único motivo da compra, da qual não me arrependo. As sequências de golpes podem ser nocivas para o dedão, já que te obrigam a usar o D-Pad (o analógico deixa muito difícil acertar a ordem).

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

A história volta a ser empolgante nessa edição, depois da decepção do Revelations, mas sofre do problema de toda a série que é a costura com o presente e o final bizarro com o esquema da primeira civilização, que muito me desagrada e é completamente desnecessário. Os gráficos não mostram grande evolução, mas tenho estranhado as sombras. Algumas texturas ficaram bugadas. A ambientação na Frontier ainda que verossímil, é um tanto cansativa, e nada inovadora, achei que tava jogando RDR outra vez. Usei as legendas em inglês e percebi problemas de sincronia. Não sei se tem dublagem em PT, mas se depender do que vi na missão no Brasil, é vergonhosa, valeu a lembrança pelo menos.

Resumo:

Não gosto muito de FPS e esse acabou caindo na minha mão meio sem querer. E o game me surpreendeu muito, uma trama muito legal que me fez lembrar dos tempo em que jogava os primeiros CoD ainda no PC, sem as pirações modernas dos últimos títulos o jogo é ambientado no fim da década de 60 em plena Guerra Fria. Pra quem é mais saudosista vai sentir falta de referências mais explícitas aos jogos mais antigos, mas alguns personagens tem conexão com o World at War. A história principal não tem zumbis, que ficam restritos apenas ao minigame de survival, o que é muito bom. O desafio na dificuladde Veteran é grande. Ainda não pude explorar o multiplayer.

Resumo:

Não gosto muito de FPS e esse acabou caindo na minha mão meio sem querer. E o game me surpreendeu muito, uma trama muito legal que me fez lembrar dos tempo em que jogava os primeiros CoD ainda no PC, sem as pirações modernas dos últimos títulos o jogo é ambientado no fim da década de 60 em plena Guerra Fria. Pra quem é mais saudosista vai sentir falta de referências mais explícitas aos jogos mais antigos, mas alguns personagens tem conexão com o World at War. A história principal não tem zumbis, que ficam restritos apenas ao minigame de survival, o que é muito bom. O desafio na dificuladde Veteran é grande. Ainda não pude explorar o multiplayer.

Resumo:

Não gosto muito de FPS e esse acabou caindo na minha mão meio sem querer. E o game me surpreendeu muito, uma trama muito legal que me fez lembrar dos tempo em que jogava os primeiros CoD ainda no PC, sem as pirações modernas dos últimos títulos o jogo é ambientado no fim da década de 60 em plena Guerra Fria. Pra quem é mais saudosista vai sentir falta de referências mais explícitas aos jogos mais antigos, mas alguns personagens tem conexão com o World at War. A história principal não tem zumbis, que ficam restritos apenas ao minigame de survival, o que é muito bom. O desafio na dificuladde Veteran é grande. Ainda não pude explorar o multiplayer.

Resumo:

Mais uma vez Naughty Dog está de parabéns. Uma história instigante e envolvente do início ao fim. A linearidade é bem disfarçada pelos cenários muito bem desenhados. O prefácio, mesmo não tendo a ação estonteante do de Uncharted 2, merece os mesmos elogios e dá uma dimensão perfeita do caos da distopia retratada pelo game. O final talvez tenha ficado prejudicado pelas manchetes que li antes de jogar, ainda que seja muito bom, nem de perto foi o que imaginei que aconteceria,  fica uma sensação de que teria mais pra acontecer. De qualquer forma, é um título obrigatório para qualquer coleção. Não tenho essa edição, mas os extras não fazem falta.

Resumo:

Mais uma vez Naughty Dog está de parabéns. Uma história instigante e envolvente do início ao fim. A linearidade é bem disfarçada pelos cenários muito bem desenhados. O prefácio, mesmo não tendo a ação estonteante do de Uncharted 2, merece os mesmos elogios e dá uma dimensão perfeita do caos da distopia retratada pelo game. O final talvez tenha ficado prejudicado pelas manchetes que li antes de jogar, ainda que seja muito bom, nem de perto foi o que imaginei que aconteceria,  fica uma sensação de que teria mais pra acontecer. De qualquer forma, é um título obrigatório para qualquer coleção. Não tenho essa edição, mas os extras não fazem falta.

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Black Flag catou o que tinha de melhor no AC3 e criou um bom jogo. O porém fica pela pretensa densidade do roteiro, que tem deixado a história dos últimos jogos cada vez mais difícil de acompanhar, o que já é um problema por conta da profusão de personagens. No PS3, as sombras continuam estranhas (uma malha pontilhada muito esquisita), mas não percebi problemas nas texturas como no jogo anterior. Tirando as missões principais ainda temos muita coisa pra fazer no jogo e vai consumir um certo tempo pro 100%. A costura com o presente não foi tão apelona dessa vez, o que me agradou, mas ainda está presente a piração da civilização original...

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, talvez por jogar muito mal. Por outro lado, o que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei nos DLCs. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, talvez por jogar muito mal. Por outro lado, o que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei nos DLCs. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, talvez por jogar muito mal. Por outro lado, o que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei nos DLCs. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, talvez por jogar muito mal. Por outro lado, o que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei nos DLCs. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

Mais uma vez Naughty Dog está de parabéns. Uma história instigante e envolvente do início ao fim. A linearidade é bem disfarçada pelos cenários muito bem desenhados. O prefácio, mesmo não tendo a ação estonteante do de Uncharted 2, merece os mesmos elogios e dá uma dimensão perfeita do caos da distopia retratada pelo game. O final talvez tenha ficado prejudicado pelas manchetes que li antes de jogar, ainda que seja muito bom, nem de perto foi o que imaginei que aconteceria,  fica uma sensação de que teria mais pra acontecer. De qualquer forma, é um título obrigatório para qualquer coleção.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Mesmo muito tempo após o lançamento e uma série de patches, os bugs continuam. Não o suficiente pra achar que o game esteja quebrado, mas acabam com qualquer imersão. O jogo não tem nada de novo, tirando a ambientação e o fim da história no presente, fora do animus. No geral, bastante repetitivo e pouco desafiador. Imaginei que por ter estudado a Revolução Francesa os encontros com personagens conhecidos teriam mais impacto, mas a maior parte deles acabam sendo em side quests de pouca importância. Faz pensar se vale a pena insistir na série.

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Concordo plenamente com os reviews, este é o melhor jogo da série. Nada de ação, é um survival, recursos limitados e é preciso fazer tudo com muito cuidado pra não virar almoço do Alien. A história é envolvente e rende uma série de bons sustos (não consegui jogar a noite com medo de acordar os vizinhos com meus gritos). Ainda não tive tempo de jogar os mapas do modo survival, mas além da campanha joguei os DLCs 'Last Survivor' e 'Crew Expandable' que resumem boa parte do primeiro filme (um pouco frustrantes por conta da brevidade).

Resumo:

Desenvolvido pra geração anterior de consoles, já se imagina que os gráficos não são os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, uma abordagem um tanto quanto inovadora, pois você é o aprendiz de Darth Vader e, portanto, do lado do mal (não completei a campanha, então não sei se rola uma rebeldia por conta disso). Pra qualquer fã de Star Wars, esse jogo é uma boa pedida e não deve decepcionar.

Resumo:

RDR é um dos melhores jogos que já vi, é notável o esmero com a caracterização da paisagem, e um enredo muito bom, com destaque para o final incomum. Nesse pacote talvez a experiência se mpstre mais agradável, uma vez que o DLC está incluído. Retomar RDR com o Undead, tem sido pouco proveitoso. A história tem alguns destaques, mas deixa escapar que é apenas um DLC - por conta das poucas missões - e não um jogo realmente completo e inovador. As missões não tem variado muito: matar hordas de zumbis e buscar itens pras pessoas...

Resumo:

GTA San Andreas é talvez o jogo com mais fãs na série, mas tem uma grande falha na minha opinião: a abordagem da história. Não gosto da vida do gueto e é exatamente isso que o game retrata, uma verdadeira imersão nesse mundo, com certo grau de realidade. Ainda existem umas missões que mantém a veia humorística da série, mas o jogo como um todo é mais sério. O mapa é realmente grande e pode ser até cansativo ir de um lugar pra outro. De qualquer forma, é um jogo que apesar dos defeitos vai proporcionar muitos horas de diversão.

Resumo:

A qualidade gráfica deu um salto significativo, a mecânica e as animações de luta estão muito melhores, a fase do navio é incrível, o carisma de Drake ainda é grande, mas fiquei um pouco decepcionado por ver uma semelhança muito grande com o Uncharted 2, em parte pela história de busca pela cidade perdida, parte pela estrutura de algumas fases. O desafio no crushing não pareceu ser tão complicado quanto antes. A dublagem em português é sofrível pra quem já se acostumou ao original. Ainda assim um bom game, vale o investimento.

Resumo:

Desenvolvido pra PS2 e PS3, já se imagina que os gráficos não são os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, uma abordagem um tanto quanto inovadora, pois você é o aprendiz de Darth Vader e, portanto, do lado do mal (não completei a campanha, então não sei se rola uma rebeldia por conta disso). Pra qualquer fã de Star Wars, esse jogo é uma boa pedida e não deve decepcionar.

Resumo:

Desenvolvido pra geração anterior de consoles, já se imagina que os gráficos não são os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, você começa como aprendiz de ninguém menos que Darth Vader e vai passar pela escolha do caminho da Força ou do Lado Negro. Não tenho essa versão, então não conheço os DLCs inclusos, mas a julgar pelos troféus temos coisas interessantes aí.

Resumo:

Por ser um jogo mais antigo, já se imagina que os gráficos não são os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, você começa como aprendiz de ninguém menos que Darth Vader e vai passar pela escolha do caminho da Força ou do Lado Negro. Não tenho essa versão, então não conheço os DLCs inclusos, mas a julgar pelos troféus temos coisas interessantes aí.

Resumo:

Pra quem curtiu o RDR original, esse spin-off de zumbis não chega a ser obrigatório, mas é altamente recomendável. Talvez a experiência fosse outra se tivesse jogado os jogos na sequência um do outro, mas retomar RDR com o Undead, tem sido pouco proveitoso. A história tem alguns destaques, mas deixa escapar que é apenas um DLC - por conta das poucas missões - e não um jogo realmente completo. As missões não tem variado muito: matar hordas de zumbis e buscar itens pras pessoas...

Resumo:

Desenvolvido pra geração anterior de consoles, já se imagina que os gráficos não sejam os melhores. A jogabilidade não é muito intuitiva e pode dar uma certa dor de cabeça ao se tentar as maiores dificuldades logo de cara. Mas a história compensa todas as outras falhas, uma abordagem um tanto quanto inovadora, pois você é o aprendiz de Darth Vader, faz as suas maldades e depois se alia aos rebeldes. Pra qualquer fã de Star Wars, esse jogo é uma boa pedida e não deve decepcionar.

Resumo:

Pra quem curtiu o RDR original, esse spin-off de zumbis não chega a ser obrigatório, mas é altamente recomendável. Talvez a experiência fosse outra se tivesse jogado os jogos na sequência um do outro, mas retomar RDR com o Undead, tem sido pouco proveitoso. A história tem alguns destaques, mas deixa escapar que é apenas um DLC - por conta das poucas missões - e não um jogo realmente completo. As missões não tem variado muito: matar hordas de zumbis e buscar itens pras pessoas...

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, não consegui pegar a manha e acabava sempre sendo morto nos confrontos direto (mesmo começando a atacar antes - headshots all the time).

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, não consegui pegar a manha e acabava sempre sendo morto nos confrontos direto (mesmo começando a atacar antes - headshots all the time).

Resumo:

Liberty City é animal. Nikko é muito mais legal que o CJ. Mas ainda acho que falta muito da loucura que era VIce City (o melhor da série pra mim). Em San Andreas ainda se via muito disso, mas nesse game a coisa fica muito mais séria e perde um pouco da graça. Senti falta dos aviões. O pouco que joguei do multiplayer foi decepcionante, não consegui pegar a manha e acabava sempre sendo morto nos confrontos direto (mesmo começando a atacar antes - headshots all the time).

Resumo:

Uncharted foi uma franquia que demorei pra me render, joguei Tomb Raider há muito tempo e achei que não iria me prender a esse estilo. Mal sabia eu que Uncharted é bem diferente de Tomb Raider. Nathan Drake é um personagem bastante carismático, que adora fazer uma piada - o humor é um ponto forte da série (apesar de não ser utilizado tanto quanto gostaria). O foco mesmo fica na ação: muito tiroteio e sequências de tirar o fôlego (sobretudo no 2).

Resumo:

Mais uma vez a Quantic Dream mostra como a distância entre os games e os filmes está se estreitando. Em comparação à Heavy Rain, achei que a jogabilidade ficou um pouco prejudicada por conta da decisão de limpar a tela buscando uma maior imersão, apostando na intuitividade dos comandos (que nem sempre funciona). O tema não é muito do meu agrado mas a narrativa é muito boa, o formato da história com uma cronologia quebrada é o ponto alto.

6
Recomendo
Resumo:

Jogo é bem cansativo. Comecei há algum tempo e ainda não tive paciência de retomar. A saída de alguns labirintos nem sempre é clara e por vezes te força a procurar walkthroughs. Definitivamente não é um jogo que te prende, que te faz ir do início ao fim o quanto antes. Ainda assim, pra que é fã de verdade da série, o jogo consegue retratar algumas armadilhas de forma bem satisfatória, mas não causa o mesmo impacto do filme.

6
Recomendo
Resumo:

Jogo é bem cansativo. Comecei há algum tempo e ainda não tive paciência de retomar. A saída de alguns labirintos nem sempre é clara e por vezes te força a procurar walkthroughs. Definitivamente não é um jogo que te prende, que te faz ir do início ao fim o quanto antes. Ainda assim, pra que é fã de verdade da série, o jogo consegue retratar algumas armadilhas de forma bem satisfatória, mas não causa o mesmo impacto do filme.

6
Não recomendo
Resumo:

Jogo é bem cansativo. Comecei há algum tempo e ainda não tive paciência de retomar. A saída de alguns labirintos nem sempre é clara e por vezes te força a procurar walkthroughs. Definitivamente não é um jogo que te prende, que te faz ir do início ao fim o quanto antes. Ainda assim, pra que é fã de verdade da série, o jogo consegue retratar algumas armadilhas de forma bem satisfatória, mas não causa o mesmo impacto do filme.

Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

9
Recomendo
Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

9
Recomendo
Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

Resumo:

Assim como Heavy Rain, é um jogo com uma abordagem diferenciada. Pra quem gosta de bastante ação talvez fique um pouco decepcionado, mas pra qualquer um que goste de uma boa história é um prato cheio. Recomendo compre a versão completa ou o Season Pass, e que inicie o jogo com os DLCs instalados pra não perder nada da trama (e não ter que retomar os casos depois de saber pra onde vai a coisa toda).

Resumo:

Um jogo que é a materialização da nostalgia: toma emprestado o universo de De Volta Para o Futuro, que reúne clássicos da Sessão da Tarde, com a retomada de um estilo que andava em baixa o Point-and-Click. O ar meio cartoon e a falta de maiores desafios escancara que o público alvo não é exatamente os fãs originais da série (quem sabe os filhos deles), mesmo assim, vale a pena entrar nessa.

Resumo:

Um jogo que é a materialização da nostalgia: toma emprestado o universo de De Volta Para o Futuro, que reúne clássicos da Sessão da Tarde, com a retomada de um estilo que andava em baixa o Point-and-Click. O ar meio cartoon e a falta de maiores desafios escancara que o público alvo não é exatamente os fãs originais da série (quem sabe os filhos deles), mesmo assim, vale a pena entrar nessa.

Resumo:

Uma cópia de GTA, o que é bom. Consegue ser muito mais realista que o irmão mais antigo, tem uma boa ambientação, conseguindo capturar todo o clima do submundo das gangues de Hong Kong. Contudo deixa a desejar pela falta de originalidade e pelos gráficos pouco desenvolvidos em relação a GTA que é quatro anos mais velho. Ainda assim, tem uma boa história e rende algumas horas de diversão.

7
Recomendo
Resumo:

Uma cópia de GTA, o que é bom. Consegue ser muito mais realista que o irmão mais antigo, tem uma boa ambientação, conseguindo capturar todo o clima do submundo das gangues de Hong Kong. Contudo deixa a desejar pela falta de originalidade e pelos gráficos pouco desenvolvidos em relação a GTA que é quatro anos mais velho. Ainda assim, tem uma boa história e rende algumas horas de diversão.

7
Recomendo
Resumo:

Uma cópia de GTA, o que é bom. Consegue ser muito mais realista que o irmão mais antigo, tem uma boa ambientação, conseguindo capturar todo o clima do submundo das gangues de Hong Kong. Contudo deixa a desejar pela falta de originalidade e pelos gráficos pouco desenvolvidos em relação a GTA que é quatro anos mais velho. Ainda assim, tem uma boa história e rende algumas horas de diversão.

9
Recomendo
Resumo:

Pra quem curte explorar o cenário é o jogo perfeito. Deve ter o maior mapa de todos os tempo, o negócio é realmente enorme. Achei que a campanha deixa muito a desejar, mas o forte do jogo não são as missões e sim os sidequests. Destruir toda a infraestrutura do país e tomar todas as bases/cidades/localidades leva tempo e causa muito tiroteio, mas vale cada segundo investido. 

9
Recomendo
Resumo:

Pra quem curte explorar o cenário é o jogo perfeito. Deve ter o maior mapa de todos os tempo, o negócio é realmente enorme. Achei que a campanha deixa muito a desejar, mas o forte do jogo não são as missões e sim os sidequests. Destruir toda a infraestrutura do país e tomar todas as bases/cidades/localidades leva tempo e causa muito tiroteio, mas vale cada segundo investido. 

Resumo:

Pra quem curte explorar o cenário é o jogo perfeito. Deve ter o maior mapa de todos os tempo, o negócio é realmente enorme. Achei que a campanha deixa muito a desejar, mas o forte do jogo não são as missões e sim os sidequests. Destruir toda a infraestrutura do país e tomar todas as bases/cidades/localidades leva tempo e causa muito tiroteio, mas vale cada segundo investido. 

Resumo:

Com gráficos muito melhores que seus antecessores, é uma forma divertida de conhecer parte das mitologias grega, egípicia e nórdica. Pelo que lembro a estratérgia nesses jogos perde um pouco da importância e o que vale mesmmo é a corrida pra chegar na Era Mitológica, ainda mais com o DLC TItans, quando o que praticamente definia a vitória era conseguir primeiro o titã.

Resumo:

Não gosto muito dos desfechos da série que sempre apelam pra umas aberrações. No mais, é um jogo com muita ação, muita mesmo, com ondas e ondas de inimigos vindo em sua direção. É muito mais um shooter em terceira pessoa do que um jogo de exploração e puzzles como sempre achei Tomb Raider. Acredito ser uma versão moderna de Indiana Jones. Uma homenagem muito bem feita.

Resumo:

Não depede tanto da furtividade quanto se imagina, pode dar uma de Rambo e finalizar o jogo sem maiores problemas. Não voltei a jogar desde que ouvi falar que foram implementados troféus para o jogo, o que sempre foi uma falha grave. Quem jogou MGS (o primeiro da série Solid) vai ter boas lembranças, contudo, a história desse não é tão boa quanto a antiga.

Resumo:

A série preza por uma boa história, nenhum jogo fica devendo nesse quesito. Os combates são um tanto repetitivos, mas não chegam a ser cansativos.  Os troféus mais complicados podem render alguma dor de cabeça, assim como os gráficos dos games mais antigos que foram portados do PS2 pro 3, assim como os da série Origins que vieram do PSP.

Resumo:

Os gráficos são realmente fascinantes. Mas depender do Dualshock é frustrante e cansativo. Depois de um tempo o jogo começa a ficar chato. A falta de uma física de danos mais apurada é também uma decepção. Com a variedade de carros os poucos travados por conta dos DLCs não fazem tanta falta, mas novas pistas são sempre bem vindas...

Resumo:

Comprei o jogo só pra conhecer o Spider Noire ,ue é bem legal. O Spider Amazing retrata bem o que eu lebrava do desenho que assistia. Passar de alguns trechos na na maior dificuldade foi complicado, pegar a manha é meio demorado, o que me fez deixar o jogo de lado por um bom tempo. Quando resolvi me dedicar as coisas andaram...

Resumo:

Comprei o jogo só pra conhecer o Spider Noire ,ue é bem legal. O Spider Amazing retrata bem o que eu lebrava do desenho que assistia. Passar de alguns trechos na na maior dificuldade foi complicado, pegar a manha é meio demorado, o que me fez deixar o jogo de lado por um bom tempo. Quando resolvi me dedicar as coisas andaram...

8
Recomendo
Resumo:

Muito antes da febre de RDR me deparei com Gun, um jogo que me adimira não ter feito mais sucesso. Me interessei por Gun, pois queria reviver os bons momentos que tive no velho oeste de Outlaws da LucasArts e escolhi muito bem. Os gráficos eram bons para a época e a história bem interessante. Uma pena ser um tanto curto.

Resumo:

Muito bom ver um jogo com uma abordagem diferenciada como essa. O jogo causa certo estranhamento no inicio, por ter um rítimo bem lento, mas rapidamente você está envolvido pela história e isso não chega a ser um problema. Acredito que jogar com o Move seja ainda mais legal (como não tenho o Move, fica na imaginação).

Resumo:

Muito bom ver um jogo com uma abordagem diferenciada como essa. O jogo causa certo estranhamento no inicio, por ter um rítimo bem lento, mas rapidamente você está envolvido pela história e isso não chega a ser um problema. Acredito que jogar com o Move seja ainda mais legal (como não tenho o Move, fica na imaginação).

Resumo:

Muito bom ver um jogo com uma abordagem diferenciada como essa. O jogo causa certo estranhamento no inicio, por ter um rítimo meio lento, mas logo você está envolvido pela história e isso não chega a ser um problema. Acredito que jogar com o Move seja ainda mais legal (como não tenho o Move, fica na imaginação).

Resumo:

Um dos melhores jogos que já joguei no PS3. Apesar de abusar das áreas sem nada, como as highways de San Andreas, aqui isso faz muito mais sentido já que estamos falando de um Oeste americano ainda no início da colonização, bem como da conflituosa fronteira com o México. Trama muito boa, com um final incomum.

Resumo:

Um dos melhores jogos que já joguei no PS3. Apesar de abusar das áreas sem nada, como as highways de San Andreas, aqui isso faz muito mais sentido já que estamos falando de um Oeste americano ainda no início da colonização, bem como da conflituosa fronteira com o México. Trama muito boa, com um final incomum.

Resumo:

Jogo obrigatório para qualquer um que se diga fã do Batman. Não é apenas mais um título para monetarizar a franquia, tanto que já rendeu uma continuação. Em certos momentos a jogabilidade pode não ser tão intuitiva, mas basta algum tempo para se acostumar e conseguir dar conta de todos os desafios.

Resumo:

Jogo obrigatório para qualquer um que se diga fã do Batman. Não é apenas mais um título para monetarizar a franquia, tanto que já rendeu uma continuação. Em certos momentos a jogabilidade pode não ser tão intuitiva, mas basta algum tempo para se acostumar e conseguir dar conta de todos os desafios.

Resumo:

Jogo obrigatório para qualquer um que se diga fã do Batman. Não é apenas mais um título para monetarizar a franquia, tanto que já rendeu uma continuação. Em certos momentos a jogabilidade pode não ser tão intuitiva, mas basta algum tempo para se acostumar e conseguir dar conta de todos os desafios.

Resumo:

Jogo obrigatório para qualquer um que se diga fã do Batman. Não é apenas mais um título para monetarizar a franquia, tanto que já rendeu uma continuação. Em certos momentos a jogabilidade pode não ser tão intuitiva, mas basta algum tempo para se acostumar e conseguir dar conta de todos os desafios.

Resumo:

Jogo obrigatório para qualquer um que se diga fã do Batman. Não é apenas mais um título para monetarizar a franquia, tanto que já rendeu uma continuação. Em certos momentos a jogabilidade pode não ser tão intuitiva, mas basta algum tempo para se acostumar e conseguir dar conta de todos os desafios.

Resumo:

Não sou o maior fã de futebol, mas acho que este game cumpre seu papel. Pra jogar com os amigos serve muito bem. Peca pela falta de atualizações e a complicação na hora de editar os times pra driblar a falta de licenças (nunca deu certo pra mim). Maior decepcção: modo online saiu do ar.

Resumo:

Na falta do que fazer serve pra passar o tempo. Não foram os jogos mais divertidos, mas me manteve ocupado por algum tempo. Cole sabe ser engraçado e proporciona alguns desafios. Acho a história do primeiro mais bem resolvida que a do segundo, que compensa com a melhora nos gráficos. 

Resumo:

Peca por insistir na mesma fórmula, sem grandes inovações. As bombas, que são a grande novidade, são frequentemente esquecidas por mim durante o gameplay. A parte histórica continua bem interessante, mas a história de Desmond deixa muito a desejar. É muita piração pro meu gosto.

Resumo:

Peca por insistir na mesma fórmula, sem grandes inovações. As bombas, que são a grande novidade, são frequentemente esquecidas por mim durante o gameplay. A parte histórica continua bem interessante, mas a história de Desmond deixa muito a desejar. É muita piração pro meu gosto.

Resumo:

Peca por insistir na mesma fórmula, sem grandes inovações. As bombas, que são a grande novidade, são frequentemente esquecidas por mim durante o gameplay. A parte histórica continua bem interessante, mas a história de Desmond deixa muito a desejar. É muita piração pro meu gosto.

Resumo:

Peca por insistir na mesma fórmula, sem grandes inovações. As bombas, que são a grande novidade, são frequentemente esquecidas por mim durante o gameplay. A parte histórica continua bem interessante, mas a história de Desmond deixa muito a desejar. É muita piração pro meu gosto.

Resumo:

Assim como os demais jogos da série tem uma boa trama, combates um tanto repetitivos, mas que não chegam a ser cansativos.  Os troféus mais complicados não chegam a ser frustrantes como em jogos anteriores, mas ainda assim exigem uma certa dedicação.

Resumo:

O que talvez tenha faltado no jogo principal, encontrei aqui. O escracho do Gay Tony é hilário e vale muito a pena. A parte dos motoqueiros não é tão divertida. Mas vale muito pela experiência de ver a mesma fase por três perspectivas diferentes.

Resumo:

A melhor surpresa que tive com o apagão da PSN. LBP é incrível e qualquer um vai conseguir se divertir com esse jogo. Jogo bastante família, indicado tanto paras crianças quanto para os pais, se possível joguem em conjunto, é diversão na certa. 

Resumo:

O primeiro jogo Chains of Olympus me pareceu meio curto e tem umas partes bem complicadas, por ser de 2008 tem uma mecânica um pouco menos refinada que o segundo, de 2010. Ghost of Sparta me surpreendeu positivamente e vale sozinho pelo pacote.

Resumo:

A melhor surpresa que tive com o apagão da PSN. LBP é incrível e qualquer um vai conseguir se divertir com esse jogo. Jogo bastante família, indicado tanto paras crianças quanto para os pais, se possível joguem em conjunto, é diversão na certa.

Resumo:

Demorei certo tempo até me render ao AC. Sempre achei a coisa do pakour meio forçada demais, mas bastou me arriscar nesse primeiro capítulo da franquia pra virar fã. A maneira como conseguiram juntar a história real com a ficção é muito legal.

Resumo:

Demorei certo tempo até me render ao AC. Sempre achei a coisa do pakour meio forçada demais, mas bastou me arriscar nesse primeiro capítulo da franquia pra virar fã. A maneira como conseguiram juntar a história real com a ficção é muito legal.

Resumo:

Outra vez peca pelos monstros que aparecem mais para o final do jogo. Gráficos deram um grande salto em relação à primeira edição do jogo. Cenários belíssimos e uma sequência de abertura de tirar o fôlego. Multiplayer continua movimentado.

Resumo:

Outra vez peca pelos monstros que aparecem mais para o final do jogo. Gráficos deram um grande salto em relação à primeira edição do jogo. Cenários belíssimos e uma sequência de abertura de tirar o fôlego. Multiplayer continua movimentado.

Resumo:

Julgo ser uma grande evolução em relação ao primeiro jogo. O cenário da renascença e o encontro com figuras históricas tem muito mais peso do que no anterior, sem contar que Ezio é um personagem muito mais carismático do que Altaïr.

Resumo:

Julgo ser uma grande evolução em relação ao primeiro jogo. O cenário da renascença e o encontro com figuras históricas tem muito mais peso do que no anterior, sem contar que Ezio é um personagem muito mais carismático do que Altaïr.

Resumo:

Julgo ser uma grande evolução em relação ao primeiro jogo. O cenário da renascença e o encontro com figuras históricas tem muito mais peso do que no anterior, sem contar que Ezio é um personagem muito mais carismático do que Altaïr.

Resumo:

Star Wars e Lego... o que sobrou pra falar? Dois universos juntos de maneira incrível. Revivi toda história de Star Wars que andava meio esquecida por meio dos brinquedos que mais me divertiram na infância, não poderia dar errado.

Resumo:

Star Wars e Lego... o que sobrou pra falar? Dois universos juntos de maneira incrível. Revivi toda história de Star Wars que andava meio esquecida por meio dos brinquedos que mais me divertiram na infância, não poderia dar errado.

Resumo:

Star Wars e Lego... o que sobrou pra falar? Dois universos juntos de maneira incrível. Revivi toda história de Star Wars que andava meio esquecida por meio dos brinquedos que mais me divertiram na infância, não poderia dar errado.

Resumo:

Uma das minhas poucas experiências com FPS online. E foi muito satisfatória. Jogos sem noção e que definitivamente não se levam a sério sempre ganham pontos comigo e esse é mais um, os Jokers e Bats toscos são hilários.

Resumo:

A campanha não é tão legal quanto a do primeiro jogo, mas tem muitos bons desafios e alguns níveis muito bem elaborados. A parte da comunidade compartilha muito do que está disponível para o primeiro jogo.

Resumo:

TDU é uma história triste, estava me divertindo muito com o jogo, chegando nos 70% do jogo (que é enorme) e então perdi meu savegame. Nunca mais voltei a jogar. Mas o jogo é muito bem construído e bonito. 

Resumo:

Os gráficos são realmente fascinantes. Mas depender do Dualshock é frustrante e cansativo. Depois de um tempo o jogo começa a ficar chato. A falta de uma física de danos mais apurada é também uma decepção.

Resumo:

TDU é uma história triste, estava me divertindo muito com o jogo, chegando nos 70% do jogo (que é enorme) e então perdi meu savegame. Nunca mais voltei a jogar. Mas o jogo é muito bem construído e bonito. 

6
Não recomendo
Resumo:

Infelizmente o jogo não faz jus à série. É pobre em história, pobre em gráficos e pobre em desafios. Deve ter sido uma forma da ABC conseguir uma grana por não conseguir estender a série como de costume.

6
Não recomendo
Resumo:

Infelizmente o jogo não faz jus à série. É pobre em história, pobre em gráficos e pobre em desafios. Deve ter sido uma forma da ABC conseguir uma grana por não conseguir estender a série como de costume.

8
Recomendo
Resumo:

Os gráficos não são os melhores. A história também não. Mas a falta de noção do jogo como um todo é digna dos melhores trechos de GTA e só por isso vale a pena. Uma lástima é não ter nenhum troféu.

8
Recomendo
Resumo:

Os gráficos não são os melhores. A história também não. Mas a falta de noção do jogo como um todo é digna dos melhores trechos de GTA e só por isso vale a pena. Uma lástima é não ter nenhum troféu.

8
Recomendo
Resumo:

Os gráficos não são os melhores. A história também não. Mas a falta de noção do jogo como um todo é digna dos melhores trechos de GTA e só por isso vale a pena. Uma lástima é não ter nenhum troféu.

Resumo:

Melhor jogo da franquia na minha opinião. Continuação direta do AC2, amplia a história de um personagem muito bom. Cria novas possibilidades com amigos da irmandade e introduz o modo multiplayer. 

Resumo:

Melhor jogo da franquia na minha opinião. Continuação direta do AC2, amplia a história de um personagem muito bom. Cria novas possibilidades com amigos da irmandade e introduz o modo multiplayer. 

Resumo:

Melhor jogo da franquia na minha opinião. Continuação direta do AC2, amplia a história de um personagem muito bom. Cria novas possibilidades com amigos da irmandade e introduz o modo multiplayer. 

Resumo:

Melhor jogo da franquia na minha opinião. Continuação direta do AC2, amplia a história de um personagem muito bom. Cria novas possibilidades com amigos da irmandade e introduz o modo multiplayer. 

Resumo:

Melhor jogo da franquia na minha opinião. Continuação direta do AC2, amplia a história de um personagem muito bom. Cria novas possibilidades com amigos da irmandade e introduz o modo multiplayer. 

Resumo:

Quase dois em um. Tomar o caminho do bem, é bem diferente do caminho do mal. Um dos jogos que mais me causaram (um bom) desconforto por conta da sensação de altura. Tem uma trama bem curiosa.

Resumo:

Gráficos bem melhores que os do primeiro jogo. Mas a ambientação nessa versão de Nova Orleans não me agradou muito. Legal a cooperação com os outros poderosos.

Resumo:

Mais um spin-off de uma série já cansada. Pouca ação e poucos puzzles. Talvez o último fôlego da velha Lara (antes do reboot que parece bastante promissor).

7
Recomendo
Resumo:

Ainda que os gráficos tenham melhorado, não acho que o jogo tenha evoluído tanto. É a edição que menos joguei.

9
Recomendo
Resumo:

Jogo muito simples, mas extremamente criativo. Quem conhece e gosta das obras do Escher vai adorar.

Resumo:

GTA 4 não foi o melhor jogo da série, isso tudo mundo sabe. O melhor do GTA5 é perceber que a série tomou um caminho interessante. O retorno dos rampages e a bizarrice que ronda o Trevor é memorável e é o melhor que o roteiro tem a oferecer. Os três diferentes personagens é um aperfeiçoamento do que foi GTA 4 e suas expansões, mas feito da forma certa, tudo acontece ao mesmo tempo e as trocas de personagem ainda tem boas piadas quando fora das missões. Os colecionáveis são muitos, como de praxe na série, ainda que seja meio chato é uma forma de forçar a explorar o mapa (a tarefa fica mais simples usando o socialclub da rockstar). O enrede é bem montado, e tudo fira em torno de grandes assaltos. Não tive chance, ainda, de conferir a diferença para a geração anterior nem a novidade de se jogar em primeira pessoa.

6
Não recomendo
Resumo:

Watch_Dogs me impressionou muito quando foi anunciado e mesmo depois das críticas negativas mantive o desejo de colocá-lo na minha coleção. Pra minha tristeza os reviews estavam corretos. O jogo é muito bonito mas talvez essas seja sua única virtude. A história é meio truncada, o protagonista não tem carisma nenhum. A jogabilidade é interessante, mas torna tudo muito repetitivo. Particularmente, a coisa que me causa mais estranheza é quando entro em algum veículo, tudo parece artificialmente plano (como se fosse o GTA3 de 13 anos atrás) e os carros parecem ter dito feitos de maneira apressada, sem os mesmos detalhes que as animações ou os personagens. Falando em personagens, a Ubisoft falhou miseravelmente em retratar alguns deles, quando a imagem do perfil e o modelo 3D parecem totalmente diferentes.

Resumo:

RDR é um dos melhores jogos que já vi, é notável o esmero com a caracterização da paisagem, e um enredo muito bom, com destaque para o final incomum. Nesse pacote talvez a experiência se mpstre mais agradável, uma vez que o DLC está incluído. Retomar RDR com o Undead, tem sido pouco proveitoso. A história tem alguns destaques, mas deixa escapar que é apenas um DLC - por conta das poucas missões - e não um jogo realmente completo e inovador. As missões não tem variado muito: matar hordas de zumbis e buscar itens pras pessoas...

6
Não recomendo
Resumo:

Mafia foi um jogo que me decepcionou. Lembro muito bem do impacto inicial dos gráficos, que eram bons para a época, mas o rítmo da história não ajudava, sempre senti o jogo muito lento, ainda mais quando precisava entrar num carro. Por mais que forçasse alguma velocidade, estava sempre me sentindo preso. E quantas vezes tentei a missão da corrida... frustrante.

Resumo:

Uma releitura de MegaRace (1993), um dos primeiros jogos de PC que tive na vida, com pistas que desafiam a gravidade, boosts espalhados pela pista e uma corrida em que nem sempre o primeiro ganha, é também preciso sobreviver. Marcar os melhores tempos pode ser muito dificil e me fez deixar o jogo de lado há tempos.

Resumo:

Jogo infantil com grande apelo à cooperatividade. Não conheço os outros jogos da série, então não tem muito como comparar. Apesar dos ambientes 3D é praticamente um plataforma, como nos moldes do Pandemonium de PS1. O enredo é até interessante, mas tem jogos melhores nessa linha mais família

Resumo:

Os gráficos deixam a desejar, são jogos mais antigos portados pro PS3. Mas a história salva o jogo, que apesar do estilo repetitivo não chega a ser cansativo (a não ser que esteja buscando os troféus, o que pode ser frustrante as vezes).