X
400°

Ranking geral

416 pts

Como conseguir pontos?

Os pontos são adquiridos por meio de sua interação com o site.

Neste momento dar um check-in em um game ou youtube partner vale 1 ponto, enviar uma nota sem avaliação vale 1 ponto e enviar uma avaliação completa do jogo vale 20 pontos (os pontos são atualizados 1 vez ao dia).

Perfil: ?
As informações abaixo sobre o seu perfil são geradas com base nos games que você adicionou a sua aba de "Meus games" (atualizado uma vez por dia).
  • Shooter
    22%
  • Ação
    44%
  • RPG
    11%
  • Luta
    22%
  • PS3
Todas as plataformas
  • BioShock para PS3 BioShock

    Nacional a partir de:

    R$25,41
  • God of War III para PS3 God of War III

    Nacional a partir de:

    R$38,16
  • Grand Theft Auto IV para PS3 Grand Theft Auto IV

    Nacional a partir de:

    R$33,91
  • Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots para PS3 Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots

    Nacional a partir de:

    R$21,07
  • Red Dead Redemption para PS3 Red Dead Redemption

    Nacional a partir de:

    R$63,57
  • Resistance 3 para PS3 Resistance 3

    Nacional a partir de:

    R$33,91
  • The Elder Scrolls V: Skyrim para PS3 The Elder Scrolls V: Skyrim

    Nacional a partir de:

    R$29,57
  • UFC Undisputed 2009 para PS3 UFC Undisputed 2009

    Nacional a partir de:

    R$12,57
  • Mortal Kombat vs DC Universe para XBOX 360 Mortal Kombat vs DC Universe

    Nacional a partir de:

    R$46,66
  • Dishonored para PS3 Dishonored

    Nacional a partir de:

    R$42,41
  • Tomb Raider para PS3 Tomb Raider

    Nacional a partir de:

    R$42,32
  • The Last of Us para PS3 The Last of Us

    Nacional a partir de:

    R$59,32
  • Assassin's Creed III para PS3 Assassin's Creed III

    Nacional a partir de:

    R$38,16
  • Saint Seiya: Sanctuary Battle para PS3 Saint Seiya: Sanctuary Battle
  • Max Payne 3 para PS3 Max Payne 3

    Nacional a partir de:

    R$28,50
  • Metal Gear Rising: Revengeance para PS3 Metal Gear Rising: Revengeance

    Nacional a partir de:

    R$14,90
Resumo:

Skyrim é o tipo do jogo em que é possível fazer tudo e ao mesmo tempo nunca conseguir fazer nada! Esse jogo é surreal. É um gigante, seja em relação à história, ao jogo, às opções de navegação no mapa... Pra quem se diverte com mundos fantásticos como o de Senhor dos Anéis, Game of Thrones e de tantos RPGs (D&D e afins) esse jogo é um deleite. Depois de avançar até o nível 40 em um jogo inglês alugado ganhei um francês, tive que recomeçar todo meu progresso e ainda assim fiz tudo que já tinha feito como quem joga pela primeira vez. Sensacional!

Resumo:

Assassin's Creed II é um salto tecnológico e mesmo dramático em relação ao primeiro. Só não leva dez por conta de uma ou outra falha de gráfico e jogabilidade aqui e ali. Ainda assim, é um jogaço!

Resumo:

Esse jogo deixa clara, em certos momentos, a deficiência do PS Move em relação ao Kinect: o movimento dos pés. Pra compensar essa falha, o jogo é muito mais frenético do que os jogos de dança normais. Para jogar em grupo é pura diversão, muita zoação mesmo. Já em jogo solo fica meio chato, pois fica muito evidente as falhas cometidas ao tentarmos reproduzir os passos das músicas, o que pode ser frustrante com o passar do tempo. No entanto, existe um modo para "malhar". Com três tipos de programas diferentes, o jogo se torna uma forma divertida de fazer aquele exercício diário que muitas vezes fica de lado por falta de tempo ou grana pra ir a uma academia ou mesmo por falta de ânimo.

Resumo:

Red Dead Redemption é um presente! Atualmente, pouca gente com menos de 30 ou 40 anos sabe o que é um bom western (ou faroeste) e esse game vem pra mostrar pra essas gerações que houve um tempo em que existiram filmes fantásticos onde heróis e vilões eram igualmente implacáveis, um tempo onde a diferença entre bom e mau não era tão simples como se acredita ser nos dias de hoje. Esse é mais um dos jogos que eu jamais me canso de jogar, pois há sempre uma coisinha nova pra se notar, seja nos gráficos, nas história ou na jogabilidade. Leva nove por conta de uma ou outra escorregadinha, mas isso passa fácil.

Resumo:

Esse jogo tem um formato sinceramente bizarro! Mas depois de meia hora de jogo, passado o estranhamento, o jogo é divertidíssimo! Pra quem se liga no estilo God Of War de quebra-pau, não vai rolar... Fizeram muita comparação, mas não tem nada a ver a não ser pelo fato de que se trata de uma divindade enfurecida se rebelando contra outras divindades. O estilo de jogo até lembra o Kratos e seus ataques em certos momentos, mas em outros parece mais um Dragon Ball mais sincero. Pra resumir, é como jogar um animé de mitologia oriental. Vale demais!

9
Recomendo
Resumo:

Jogaço pra se divertir de galera. Anima qualquer festa. Eu sou vocalista de uma banda de hardcore e mesmo assim me divirto dançando praticamente qualquer música desse jogo. Na minha opinião é um dos carros-chefe do Kinect. A captação de movimentos é ótima e a diferença entre níveis de dificuldade é nada mais que justa. Divertido e ainda um exercício ótimo pra quem não curte ir à academia. Só não leva 10 porque não é o DC2.

10
Recomendo
Resumo:

Quem disse que só os reis das pistas podem dançar as músicas que bombam nas rádios?! Dance Central 2 coloca todo mundo pra dançar e pra se divertir. Até sua tia e sua mãe, que fazem coro dizendo que videogame deixa todo mundo preguiçoso, vão entrar na brincadeira! Não tem retoques, só quero cada vez mais músicas.

Resumo:

Batman Arkham City definitivamente explora todas as possibilidades que a atual geração de consoles e seu tecnologia oferecem. Além, claro, de oferecer desafio e jogabilidades insanos! Vale cada centavo.

Resumo:

Fraco. Eu nunca fui um grande fã da saga Ninja Gaiden, mas sempre achei legais os games da franquia, especialmente o lançado para Nintendo DS, que seguia o movimento da stylus. Esse, no entanto, é decepcionante. Com a evolução tecnológica dos consoles é normal os gamers esperarem jogos cada vez mais surpreendentes. NG III, no entanto, não surpreende em nada. Até mesmo jogar com o Move é bobo. Os ataques se resumem a sacudir o controle levemente para ataques fracos e dar solavancos para golpes fortes. Evidentemente, tentanto se sentir um ninja com uma espada na mão, sacudidelas no controle são dispensáveis. Mas enfrentar inúmeros inimigos cansa o braço rápido e o propósito se perde.

Resumo:

Hoje em dia é difícil avaliar esse game. Quando foi lançado ele era o máximo, tanto para quem acompanha o UFC como para quem só gosta de jogar games de luta. Com comandos aparentemente complicados, ele trouxe com realismo todo o universo do MMA para os controles dos consoles. Pura diversão tanto jogando acompanhado como em partidas solo, com opção até mesmo para criação de um lutador próprio. Hoje, com o lançamento de outras duas edições ele ficou obsoleto. Mas o interessante é que apenas com a última versão do game essa primeira edição pode ser vista como realmente ultrapassada, pois o sucessor dele não mostrou grande evolução. É um jogão, mas hoje existe um melhor.

Resumo:

A proposta aqui era fazer com que o jogador tivesse uma experiências cinematográfica. Não sei se as coisas vão bem por aí, mas esse é inegavelmente um dos jogos mais dinâmicos já criados. Não há tempo pra pensar, o negócio é basicamente reagir aos eventos e isso é surreal. Chega a ser difícil desvincular-se do hábito de analisar as situações antes de decidir o que fazer e aqui realmente não há tempo... Pensar demais pode mudar completamente o rumo da história! Jogaço que mostra as reais possibilidades dos consoles de última geração e o quanto ainda é possível vermos no futuro.

Resumo:

O primeiro jogo que eu joguei ao comprar o PS3 em 2009 e ainda assim segue sendo o melhor. A saga Metal Gear é realmente um exagero produtivo. É incrível pensar que esse jogo é um dos primeiros lançados para o atual console da Sony e apesar disso ela não deva nada (em nada) para a maioria dos jogos lançados ontem, hoje e, por que não, amanhã! Hoje existe uma busca por integrar os games à sétima arte, o cinema. Fato é que Metal Gear Solid 4 já fez isso há muito tempo! Jogo perfeito!

Resumo:

Ouvi falar que o final desse game é ruim, mas, sinceramente, diante de toda a diversão que ele garante até chegar-se a esse fim compensa. A ação de Mass Effect é muito fluída. Muita ação, muita exploração alienígena, evolução de personagens... Sensacional. Montar a armadura pra melhor aspectos do personagem é um espetáculo a parte. A relação com seus comandados também é de tirar o chapéu. Jogão pra quem curte ficção científica.

Resumo:

Depois de anos a série Mortal Kombat voltou a mostrar porque é uma verdadeira lenda dos games de luta. Visual fantástico, jogabilidade sensacional e uma gama de modos a serem enfrentados no game que parece não terem fim. Essa versão "Komplete" então é diversão garantida e duradoura. Todas personagens são muito bem construídas e tem lutador pra todos os gostos. Violência divertida.

Resumo:

Esse jogo é simplesmente incrível! UFC 3 é tão bem feito que é quase possível sentir cada direto aplicado, cada takedown, cada finalização. Do 2009 pra cá a melhora é realmente visível e o acréscimo da opção de jogar com as regras do Pride é sensacional. Quem tem mais de 20 anos e viveu a época do "Vale Tudo" vai pirar! Muito bem feito e ótimo de jogar!

8
Recomendo
Resumo:

Um FPS muito bom. A história tem seus pontos altos, mas ainda assim é meio clichê de shooter. No entanto, quem tem o PS Move e mesmo a Sharpshooter vai ter uma experiência muito positiva. A dificuldade dá um salto e você sente o peso de carregar um rifle pelos campos de batalha infestados de transmorfos. Vale a pena!

10
Recomendo
Resumo:

Bioshock é um dos melhores FPSs da atual geração de consoles por aliar ação e trama irretocáveis. Jogos como esse têm potencial para moldar ideais de uma nova geração de jovens (pena que muitos não prestam atenção alguma para o que está por trás do atira e corre). Revolucionário.

Resumo:

Virtualmente perfeito! A única falha da terceira edição do melhor épico dos games de última geração é ser curto demais! Não me canso de jogar esse danado!

4
Não recomendo
Resumo:

Não indico esse jogo pra ninguém... Quem se interessa pelo conteúdo da trama, leia Dante Alighieri! Tá, é uma leitura densa e um texto enorme, mas vale muito mais do que esse jogo. Simplesmente não diverte. Pelo menos não a mim. Dante's Inferno é cópia "fiel" de God Of War. Sendo um jogo lançado depois da terceira aventura do espartano, era de se esperar que mesmo usando o mesmo formato o jogo trouxesse uma engine mais potente acompanhando a evolução dos consoles qualquer que ela fosse, mas na verdade ele faz o inverso... Mesmo lançado depois de GoW 3, Dante's Inferno tem aquela cara de jogo antigo, com engine mais fraco, e isso é inaceitável. Extremamente chato, não compensa o dinheiro.

5
Não recomendo
Resumo:

Aí está um jogo que eu não recomendo a ninguém. GTA IV é um dos jogos mais bobos que eu já joguei. Os gráficos são muito bons, mas isso é tudo que se pode dizer de positivo sobre esse jogo. A história é fraquíssima, as missões bobas e repetitivas, a jogabilidade é paupérrima... Se tem um jogo que eu me arrependo de ter comprado tem que ser esse.